Valorização de um imóvel existente – como fazer?

spacelovers-valorizacao-imovel-existente_

Muitos proprietários e investidores questionam-se como é possível a valorização de um imóvel existente e, que situações poderiam fazer para garantir uma venda ou arrendamento rápido.

São inúmeros os artigos que falam de home-staging, de casas arrumadas e pintadas de fresco... Sem dúvida que estes pontos podem facilitar o interesse, mas não são os motores fortes de valorização de um imóvel, sobretudo na ótica do investimento imobiliário.

O que muitas vezes não é percetível é a razão por que determinado imóvel, com a mesma tipologia, com áreas semelhantes e elementos notáveis também similares, pode estar mais valorizado que outro.

Estas ‘nuances’ agarram-se à capacidade de valorização arquitetónica (e patrimonial) de um imóvel, onde se explora da melhor forma o espaço, a ligação entre divisões e a luminosidade existente, mas também os materiais aplicados e a sua conjugação. Aqui a arquitetura e o design de interiores têm uma papel fundamental. Já vai longe o tempo em que estas disciplinas eram dispensáveis, pois com um público cada vez amais informado e exigente, o mercado tem de acompanhar esses requisitos que serão garantidos por uma equipa de profissionais que geram valor.

TRANSFORMAÇÃO DE LAYOUT VALORIZA?

Existe muito a ideia de que ao transformar um T2 em T1 se desvaloriza o imóvel, isto porque, na verdade, ‘perdeu-se um quarto’. Contudo, nem sempre esta situação é verdadeira. Muitos métodos de avaliação baseiam-se acima de tudo pela área (em m2) e desta forma o preço por m2 continuará a ser o mesmo.... ou talvez superior, pois o segmento-alvo do imóvel pode ter alterado.

Vice-versa é também verdade, de um T1 fiz um T2, logo a minha casa vale mais que a do meu vizinho que é apenas T1. Ora, a qualidade espacial é um fator relevante na valorização do imóvel, mas não só. Um imóvel com a documentação toda alinhada, um imóvel todo licenciado vale automaticamente mais que um que não tem licença (embora a construção esteja já realizada).

“OBRA DE COSMÉTICA”

De entre as melhorias usuais nas propriedades, destacam-se em primeiro as pinturas 'cosméticas', algumas aplicações de revestimentos nas zonas da cozinha e casas de banho, por vezes novos armários de cozinha, se tanto e de uma forma geral... pouco mais é feito que isto.

O mercado desta corrente 'remodelação' não imprime valorização de propriedades. Pode preparar o imóvel para um rápido arrendamento para classe média baixa, mas esta não é com certeza uma estratégia de valorização da propriedade.

Entenda-se que o exercício de valorização de um imóvel, está muito para além de uma pintura ou de outros trabalhos de 'cosmética'.

A valorização de um imóvel depende de muitos fatores intrínsecos, da forma como o mercado se comporta (se está em alta ou estagnado), da procura do seu produto imobiliário, da forma como este imóvel é promovido e em que segmento de mercado se posiciona. Todos estes aspetos influenciam o valor da propriedade.

Mas há aquele facto 'wow' que é intemporal. Se a qualidade arquitetónica existir num espaço, então este será sempre um imóvel valorizado do ponto de vista patrimonial.

REMODELAÇÃO INTEGRAL

Uma remodelação integral incorpora o melhoramento funcional, técnico e estético em qualquer imóvel.

A introdução de isolamentos, a substituição da porta de entrada por uma mais robusta de segurança, a substituição dos caixilhos e estores, a pintura das paredes, etc, uma infindável lista de trabalhos de construção civil. A par destas obras de remodelações, as melhorias na cozinha e casas de banho e são também relevantes, pois são áreas das casas importantes e mais dispendiosas. De que serve substituir os azulejos e os armários se o mau planeamento da cozinha se mantém?

Por outro lado, muitas vezes é esquecida a substituição de cablagens elétricas e tubagens de canalizações águas / esgotos. Estas infraestruturas, grande parte envelhecidas, podem colocar uma remodelação impraticável.

Pois se se renova com o intuito de modernizar, a renovação também deve passar pelas estruturas ocultas, como são exemplos as instalações técnicas, que como tudo o resto tem o seu desgaste, embora não sejam visíveis.

Estas podem provocar danos incalculáveis, quando não executadas a tempo, pelo que deverão sempre ser consideradas aquando de obras de remodelação.

Assiste-se a muitos imóveis no mercado com o carimbo "imóvel remodelado". Certamente que algumas obras terão sido realizadas, mas já não é o primeiro caso que o proprietário nos informa que o imóvel foi alvo de intervenção e de substituição de canalizações recentemente, e aquando da verificação se notam canalizações antigas.

As remodelações têm de ser conscientes e sábias para garantir que o valor gasto é nas decisões certas. Procure profissionais de planeamento e de projeto, são quem melhor o podem aconselhar no seu investimento imobiliário.

Se pretende ter uma ideia de que transformação e obras são possíveis no seu imóvel, contacte-nos para podermos debater a sua estratégia de valorização e rentabilização.

VAMOS VALORIZAR O SEU IMÓVEL? PREENCHA O FORMULÁRIO EM BAIXO.